Ket Luzz na Pequenas Empresas & Grandes Negócios | Ket Luzz

Ket Luzz na Pequenas Empresas & Grandes Negócios20/08/2019

Em 2014, o casal Ivan e Ketlin Luz comandava sua própria agência de publicidade. Mas a mãe do empreendedor foi diagnosticada com câncer de mama, o que fez o casal precisar diminuir o ritmo. Nesse período, durante idas e vindas do hospital, os dois decidiram mudar de ramo e começar a produzir bolsas usando materiais sustentáveis. Em novembro de 2017, eles abriram a Ket Luzz, uma marca de bolsas e acessórios feitos à mão e à base de madeira.


Antes de abrir a agência de publicidade, Ivan Luz trabalhava na empresa da família, que produzia móveis e objetos de decoração. “Nesse período, eu aprendi muito sobre design de produtos”, diz o empreendedor.


Mas, querendo ter seu próprio negócio, ele saiu da empresa em 2008 e abriu a agência. Dois anos depois, Ketlin entrou no negócio para ajudar com as mídias mídias sociais.




Quando a mãe do empreendedor ficou doente, a quantidade de trabalho teve que ser diminuída. “Começamos a pensar em novas necessidades, em criar algo com um propósito maior e mais coletivo”, afirma ele.


O empreendedor já entendia de design de produtos e centro de custo, enquanto Ketlin tinha relacionamentos no varejo e entendia de redes sociais. Unindo as experiências, eles decidiram abrir uma marca de bolsas feitas de materiais sustentáveis. “Cada um trouxe uma habilidade para o negócio”, diz Luz.


Foram três anos até o casal finalmente criar a Ket Luzz, em novembro de 2017, e fechar a agência de publicidade. No total, os dois investiram R$ 70 mil para iniciar a negócio, que funciona por meio de um e-commerce.



Para o casal, era importante encontrar matérias-primas alinhadas com o propósito da marca. Segundo Luz, porém, o processo de achar fornecedores foi o mais difícil. “Na época, fazer produtos com apelo ecológico não estava na moda”, diz. 


Como o uso de madeira não é comum no segmento, o casal também teve dificuldades para encontrar mão de obra e fábricas que misturassem o material com tecidos e metais, permitindo a prototipagem dos itens. “Precisávamos de profissionais dispostos a sair da zona de conforto. Foi muita tentativa e erro até termos a primeira versão”, diz Luz.




Hoje, o empreendedor afirma que grande parte da produção é manual, principalmente a dos trançados e crochês das peças. “Esses processos são inevitavelmente manuais e nós não temos intenção de mudar isso, pois eles são a essência do produto”, diz Luz. Apesar disso, a marca também usa tecnologia em algumas etapas para gerar escalabilidade.


Para o casal, também é importante manter o projeto artesanal para estimular o comércio local. “Compramos de fornecedores nacionais e, de preferência, próximos de nós”, diz o empreendedor. Segundo ele, toda a madeira usada é de florestas com manejo sustentável ou fruto de reuso e sobras de marcenarias.




Outra preocupação dos empreendedores é criar produtos com design autoral. “Prezamos por uma identidade própria, bem singular”, afirma Luz. O tíquete médio é de R$ 500 e o preço médio dos produtos é R$ 460.


Hoje, a Ket Luzz vende seus produtos pelo e-commerce e entrega em todo o Brasil. A expectativa é abrir uma loja física após 2020, quando a marca também pretende começar a exportar. “Queremos tracionar as vendas antes de qualquer coisa”, afirma Luz.

Conteúdo original: https://revistapegn.globo.com/Banco-de-ideias/Moda/noticia/2019/08/casal-cria-marca-de-bolsas-feitas-com-madeira.html

Voltar
Novidades e
promoções